Quem somos

“ Eu mais meu companheiro
vamos bem emparelhados
eu me chamo viramundo

e ele é mundo virado”.

Essa trova do nosso sertão nos define e identifica. Rodamos mundo para entrar nos igapós da Ilha de Marajó, ou na mansarda onde Van Gogh pintou o quadro que daria início à arte moderna. Ou ainda para ter nas mãos o caderno de pensamentos de Che Guevara, ou para ver nossa imagem refletida no espelho em que Frida Khalo se mirava para fazer autorretratos. Ou ainda mais, para nos encantar com os lêmures em Madagascar, ou com as patas azuis dos piqueros nas Ilhas Galápagos, ou outro ainda, para compartilhar um pão assado nas areias do deserto.

Encontros com um mundo mágico e que, em paralelo, segue agora dentro de nós – mundo virado! Em cada viagem, experiência única, nos redescobrimos.  E falar sobre elas abre caminhos e pode provocar em você outras andanças e descobertas.

Em 2001, recebemos o Troféu de Bronze no Festival Internacional de Propaganda do Mercosul, em Gramado, RGS, com o artigo de turismo sustentável sobre a cidade de Silves, no Amazonas.

Em 2009 publicamos o livro “Viva o Brasil” da coleção Almanaque Brasil pela Editora Leitura

Em 2016, Silvia Reali recebeu o Prêmio de Jornalismo Online da Europa Travel Comission, com artigo sobre Évora (leia a matéria no site da Viramundo e Mundovirado)

Temos reportagens publicadas nas seguintes revistas e jornais do Brasil: Brasileiros, Revista da Cultura, Terra da Gente, Marie Claire, Casa Vogue, Elle, Claudia, Casa Claudia Luxo, Kasa, Bamboo, Private Brokers, Casa e Jardim, UMA, UM, TAM Magazine, Almanaque Brasil, National Geographic, VoeTrip, Planeta, Leaders, Latitude, Estampa, Alfa, Gowhere, Metrópole, Wish Report, A Magazine, Vero Alphaville, Inovação, Palavra (Belo Horizonte), Continente Multicultural (Recife), Gula, Sabor, Menu, Ecologia e Desenvolvimento (Rio de Janeiro), Check in (revista de bordo da KLM), Rendez-Vous (revista da Atout France), TAM nas Nuvens, Brasiliana (Rio de Janeiro), Simples, Criativa, Casa Claudia, Planeta Casa, Estilo Natural, Natureza, Vida Simples, Bons Fluidos, Chiques, Vidas, Revista da Semana, Terra, Horizonte Geográfico, Aventura e Ação, Revista do Explorador, Revista da Biodiversidade, Fator 5, Mar e Mar (Rio de Janeiro), Viagem e Turismo, Viagem Mais, Quatro Rodas, Espresso, A&U, OAS, Rossi, Copema, jornal Valor Econômico, O Estado de São Paulo, Aeroporto Jornal, Jornal da Serra, Ribeirão Connection, Globo Rural, Viagem a dois, Viagem com filhos, Travel News, Terapia Floral, Diálogo, Guia Amazônia Unibanco, Guia Philips Amazônia, Guia Philips Sudeste, Guia 4 Rodas, Guia Vale Europeu, Guia Pará, Guia Litoral Norte, Guia Litoral Sul/Sudeste, Guia Inverno, Guia Argentina/Chile) e Guia de Cuba.

pontofinal – A viramundo e mundovirado escolheu para finalizar suas reportagens o caju – a mais brasileira de todas as frutas – para homenagear a jornalista Silvinha de Oliveira. Profissional de excelência, incansável em divulgar Sergipe, transformou a vida de centenas de famílias de seu Estado, em especial de Canindé do São Francisco.

MISSÃO E VALORES

Quando em viagem, e diante de situações radicalmente novas, distantes do nosso mundo habitual, os sentidos despertam. E ficamos mais atentos, porque é preciso se adaptar a outros hábitos, idiomas e culturas. É quando a viagem realiza uma de suas magias: coloca diante de nós um espelho, que nos faz refletir e observar o quanto somos – ou não – livres de preconceitos, se as inevitáveis comparações são isentas e o quanto nosso consumo é responsável. Como encaramos, por exemplo, o trabalho de um artesão? Com que respeito avaliamos crenças e leis que não são as nossas? Como estabelecemos contato com a paisagem natural? Qual o tamanho da nossa pegada? E mais: estamos atentos às regras de conduta, como a de pedir licença para fotografar alguém, ou um local particular?  E, por fim, qual a dimensão da nossa capacidade de compreender e respeitar infinita diversidade da vida?

A Viramundo e Mundovirado caminha por essa ética no turismo e quer demonstrar que a viagem é mais do que simplesmente sair a passeio: pode ser um encontro de mundos, de pessoas. E, se a gente tiver sorte, mais um encontro consigo mesmo.

TRANSPARÊNCIA E CONFIANÇA

Como meio de comunicação, recebemos convites de viagens, de órgãos de turismo, ou de hotéis, mas somos livres para contar nossa experiência tal e qual.

FALE CONOSCO

Serão bem-vindas opiniões e sugestões, pois quanto mais gente participar e dividir os bons momentos, mais eles se multiplicam.

WELCOME

My travel companion and I journey together side by side; I am called “Viramundo” and he, “Mundovirado”.

This Outback song identifies and defines us. We travel the world to visit the flooded forest banks of Ilha de Marajo, or the mansard roof building where Van Gogh painted the picture which would later be recognised as being the birth of Modern Art. To hold in our hands the book containing Che Guevara’s thoughts or to see our reflections in the mirror that Frida Khalo used for her self portraits. To be charmed by the Madagascar Lemurs, the Galapagos Blue Footed Boobies or to share baked bread on the sands of
the desert.

We share memories of encounters with a magic world that are now part of us; “mundovirado” (the world traversed). Every journey, a unique experience in itself, brings re-discovery. Speaking of them opens chanels that may stimulate you to make other journeys and discoveries.

Mission and Values.

When we travel to destinations far from our own known world, our senses are sharpened by radically different situations. We become aware of the need to adapt to other habits, languages and cultures. When we encounter some new wonder, we should look in the mirror and reflect upon and analise our ability, (or inability!) to free ourselves of prejudice and pre-conceived ideas, and ensure that inevitable comparisons are absent. What are our responsibilities? For example, how do we examine the work of an artesan? In what way do we aproach understanding of laws and beliefs that are not our own?
In what manner do we do we encroach upon natures beauty? What is the size our our own footprints? And more;are we aware of the need to be curteous; ask permission to  photograph a person or particular place? In other words, what is the depth of our understanding of the need to respect the infinite diversity of life?

Viramundo e Mundovirado is focusing on what we might call “Tourist Ethics” and show how that travelling is much more than simply taking a holiday. It could be a meeting of worlds, of people, and with luck, stimulate self awareness.

Transparency and Trust.

As a communications media, we receive from travel Agents, Hotels, invitations to travel, but we are perfectly at liberty to relate all and any of our travel experiences.

Please contact us.

We welcome your sugestions and views, not least because the more people that participate by sharing your special experiences and great moments, the more they will multiply.

team_image

Heitor e Silvia

Editores, Jornalistas e Fotógrafos, Silvia também é Ilustradora
team_image

Henrique

Desenvolvedor Web
team_image

Isabel Raposo

Jornalista e Revisora
team_image

Robert Wheeler

Tradutor
Nossos contatos

Seu Nome (required)

Seu E-mail (required)

Assunto

Sua Mensagem


Comentários