O castelo mal-assombrado de Cawdor Castle e a poetisa Lourdes Ricardo
53984
post-template-default,single,single-post,postid-53984,single-format-standard,eltd-core-1.0.3,ajax_updown,page_not_loaded,,borderland-ver-1.13, vertical_menu_with_scroll,smooth_scroll,paspartu_enabled,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2.1,vc_responsive

O castelo mal-assombrado de Cawdor Castle e a poetisa Lourdes Ricardo

Cawdor Castle

O castelo mal-assombrado de Cawdor Castle e a poetisa Lourdes Ricardo

Sempre gostei de fantasmas, pena que não vi nenhum até hoje. Até mesmo inventei um quando criança. Ele tocava o sino da igreja abandonada no centro de Mogi das Cruzes. A “pegadinha”, porém, me valeu a expulsão do Grupo de Escoteiros Ubirajara.
 

Escócia

As paisagens da Escócia estão entre as mais belas, mas só quando você consegue ver

 

 

Tempos depois, atrás dos embruxados, fui à Escócia. Um belo país quando se consegue enxergá-lo através das névoas. Em Inverness, depois de passar dias procurando o monstro do lago Ness, me disseram naquele peculiar humor britânico que ele tinha morrido afogado. Mas, se desejava ver assombrações, o lugar ideal era Cawdor Castle. Ali chegando, só ouvi o som do vento e o grasnar de gozação dos corvos, e numa placa recém-colocada, pude ler: ‘Get lost if you’re alive’, algo como ‘se mande se estiver vivo’, pois o herdeiro do castelo tinha acabado de partir para o Além.
Ao retornar para São Paulo, contei para a poetisa Lourdes Ricardo, esposa do poeta Cassiano Ricardo, as histórias de maldição e assombrações desse castelo. Uma semana mais tarde eu e Silvia recebemos de presente esse poema.

 

Cawdor Castle

Cawdor Castle

 

Embruxamento – Três entre quatro fantasmas preferem Cawdor Castle

Calcei as sapatilhas
de viver o passado
Que futuro me espera
no presente
– de ontem?

 

Cawdor era o castelo
(corredor já corrido)
pés e pernas se perdem
Onde andam? Onde andam
desandados

 

Cresço feito um tornado
Sei que em Cawdor te amei
plantado na masmorra
fantasma planetário
(árvore que olha)

 

Pássaro em meu chapéu
de magicar nas nuvens
pousa no silêncio
– de agora. De ternura

 

… do livro de poemas ‘Extensão do Olho’, editora Liberdade

 

 

Você também pode se interessar por:
http://viramundoemundovirado.com.br/seis-lugares-comprovadamente-mal-assobrados/

Heitor e Silvia Reali

Viajamos para namorar a Terra. E já são 40 anos de arrastar as asas por sua natureza, pelos lugares que fizeram história, ou pela cultura de sua gente. Desses encontros nasceu a Viramundo e Mundovirado.