Mural, a expressão máxima da arte mexicana
52540
post-template-default,single,single-post,postid-52540,single-format-standard,eltd-core-1.0.3,ajax_updown,page_not_loaded,,borderland-ver-1.13, vertical_menu_with_scroll,smooth_scroll,paspartu_enabled,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2.1,vc_responsive

Mural, a expressão máxima da arte mexicana

Mural, a expressão máxima da arte mexicana

É quase impossível fechar os olhos diante de um mural mexicano. “Uma arte livre em que tudo acontece ao mesmo tempo”, segundo a escritora chilena Isabel Allende. A arte do mural no México foi valorizada nas mãos de seus expoentes máximos, Diego Rivera (1886-1957), José Orozco (1883-1949) e David Siqueiros (1896-1974).

Artistas que armados de pincéis e tintas, retrataram, em enormes murais, as lutas de classes, a libertação do proletariado e a saga dos indígenas.

José Orozco, Palácio do Governo de Guadalajara

José Orozco, Palácio do Governo de Guadalajara

O desejo dos muralistas era que suas pinturas fossem expostas em áreas e prédios públicos, para que pudessem ser vistas e compartilhadas com a população pobre que nunca tinha acesso à arte. Na Cidade do México e em Guadalajara podem ser admirados os principais murais desses artistas que se fundiram à da história do México.cajuzinho


Heitor e Silvia Reali

Viajamos para namorar a Terra. E já são 40 anos de arrastar as asas por sua natureza, pelos lugares que fizeram história, ou pela cultura de sua gente. Desses encontros nasceu a Viramundo e Mundovirado.