A magia dos duendes no Parque Nacional Los Cardones
53307
post-template-default,single,single-post,postid-53307,single-format-standard,eltd-core-1.0.3,ajax_updown,page_not_loaded,,borderland-ver-1.13, vertical_menu_with_scroll,smooth_scroll,paspartu_enabled,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2.1,vc_responsive

A magia dos duendes no Parque Nacional Los Cardones

Los Cardones

A magia dos duendes no Parque Nacional Los Cardones

Natureza acolhedora e misteriosa é a primeira sensação que temos ao percorrer o Parque Nacional Los Cardones, em Salta, norte da Argentina, criado para proteger os cactus gigantes Cardon (Trichocereus pasacana).


Estas imponentes plantas com formas inusitadas crescem por ano apenas de três a quatro centímetros, e muitas delas têm mais de 300 anos. No solo pedregoso dos Los Cardones nascem arbustos retorcidos, ervas e matinhos rasteiros que aprisionam odores marcantes. Ao colhê-los é preciso friccionar suas folhas e sentir um ramalhete de fragrâncias que vão de especiarias a resinas. Esse parque também se diferencia pelas montanhas coloridas que o cercam.

Mantas salteñas

O silêncio da paisagem, dizem por ali, conta histórias surreais, tantas, que anteriormente o lugar era denominado Vale Encantado. Muitos habitantes juram ter visto, e ainda vêem, um touro com chifres dourados que atordoa o gado nos campos. São os duendes, porém, os donos dos cactos gigantes. Estes, contam os artesãos, ensinaram suas bisavós a arte do tecido cilhaqui, feito com lã de ovelha e lhama e aos homens a arte do vinho.

Los Cardones

À noite a atmosfera do parque se transfigura. Os salteños garantem que quando ocorrem chuvas de estrelas, os enormes Cardons, sob as ordens dos duendes andam e mudam as posições dos braços. Acredite se quiser, mas vários fotógrafos que documentaram o parque confirmaram essa alteração das formas e posições dos cactus de um dia para outro.

Los Cardones

(www.turismosalta.gov.ar)

Tags:
Heitor e Silvia Reali

Viajamos para namorar a Terra. E já são 40 anos de arrastar as asas por sua natureza, pelos lugares que fizeram história, ou pela cultura de sua gente. Desses encontros nasceu a Viramundo e Mundovirado.