Em Chichicastenango, a mais vibrante feira indígena do mundo - Viramundo e Mundovirado
1404
post-template-default,single,single-post,postid-1404,single-format-standard,eltd-core-1.0.3,ajax_updown,page_not_loaded,,borderland-ver-1.13, vertical_menu_with_scroll,smooth_scroll,paspartu_enabled,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2.1,vc_responsive

Em Chichicastenango, a mais vibrante feira indígena do mundo

Em Chichicastenango, a mais vibrante feira indígena do mundo

Se todo lugar tem um encantamento, em Chichicastenango, na Guatemala, ele acontece toda quinta e sábado em um grande mercado a céu aberto no coração da cidade

Chichicastenago

Insólita, surrealista, e mirabolante. Os adjetivos são poucos para definir porque essa feira é considerada a mais colorida do mundo. Dois dias por semana, agricultores e artesões de diversos pueblos se dirigem à Chichi, como carinhosamente seus habitantes abreviam seu nome, para expor seus produtos.

Chichicastenago

As roupas das guatemaltecas se apresentam mais do que belas cores, na verdade, os desenhos e as texturas revelam uma herança maia. Cada etnia, são 22, possui cores e padrões próprios, que reafirmam sua identidade cultural.

Chichicastenago

Os descendentes dos maias usam sempre seus trajes típicos, não apenas em dias de festa. As estampas contam sobre animais, plantas, e eventos históricos ou religiosos de cada região da Guatemala. É na blusa das mulheres, chamadas huipil, a maioria delas bordadas à mão, que essas histórias são narradas. Já o tzute é um xale que tanto serve de lenço para a cabeça, como para carregar mercadorias ou bebês.

Chichicastenango

Nosso olhar se prende na exuberância das cores que compartilham o espaço congestionado de barraquinhas abarrotadas com artesanato em lã, palha, cerâmica, máscaras e tapetes, além das frutas, verduras e das flores. Depois outro sentido é despertado com o aroma pungente da comida preparada ali mesmo, como o das tortillas de milho, ou do incenso utilizado nos rituais maias realizados nas escadarias das igrejas de Santo Tomás e na capela do Calvário.

Chichicastenango

Se for possível juntas Nos deixamos levar, sem pressa, pelos labirintos das pequenas ruas coloridas dessa feira que transcende os limites do próprio olhar. As imagens aqui valem milhares de palavras. A atmosfera do ambiente se completa ao observarmos as coreografias de todo esse conjunto protagonizado pelas cores, e que tornam o lugar inigualável. Em Chichicastenago fica evidente porque o gênero do realismo mágico foi criado pelos escritores latino-americanos.

Texto e fotos: Heitor e Silvia Reali

Chichicastenago

Para saber mais: www.visitguatemala.com

Heitor e Silvia Reali

Viajamos para namorar a Terra. E já são 40 anos de arrastar as asas por sua natureza, pelos lugares que fizeram história, ou pela cultura de sua gente. Desses encontros nasceu a Viramundo e Mundovirado.

Post a Comment