Diários de bicicleta em Timbó - Viramundo e Mundovirado
997
post-template-default,single,single-post,postid-997,single-format-standard,eltd-core-1.0.3,ajax_updown,page_not_loaded,,borderland-ver-1.13, vertical_menu_with_scroll,smooth_scroll,paspartu_enabled,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2.1,vc_responsive

Diários de bicicleta em Timbó

Cicloviagem em Timbó

Diários de bicicleta em Timbó

Com nome tão breve quanto sonoro, Timbó, em Santa Catarina, primeira cidade brasileira a criar uma cicloviagem pela região, conduz a saborosos lugares embalados por música, gastronomia e tradições

Cicloturismo em Timbó

Distante 30 km de Blumenau, Timbó apresenta um roteiro especial, planejado para ser percorrido de bicicleta. O trajeto acompanha rios, extensos arrozais, priorizando estradas tranquilas, trilhas prazerosas em meio a bosques, campos verdes pontilhados por araucárias, cruzando antigas pontes cobertas, ladeando jardins floridos ou estradinhas vicinais.

cicloviagem em Timbó

Dependendo do condicionamento físico, tempo ou interesses de cada ciclista para conhecer os atrativos, pode-se ou ajudar na colheita das uvas, fazer rafting nas corredeiras dos rios, comprar chocolates ou as renomadas malhas de puro algodão. A jornada poderá ter a duração desde apenas um final de semana até sete dias, ou mais.

Cicloturismo em Timbó

O essencial da viagem é a sensação de liberdade que a “magrela” proporciona: sentir o frescor do vento no rosto; distinguir os aromas que se espalham pelo ar; fazer uma parada para trocar ideias com esses brasileiros que falam português com sotaques curiosos, mesmo já estando na segunda ou terceira geração de imigrantes, e que guardam com orgulho os costumes de seus antepassados.

cicloviagem em Timbó

No trajeto há botecos que servem cerveja artesanal, servida com fatias de pão preto caseiro e camadas de kochkaese, queijo branco envelhecido por três dias, cozido e temperado com kummell, uma erva aromática; e por fim pedacinhos de uma linguiça defumada que faria sucumbir o vegetariano mais xiita.

cicloviagem em Timbó

Timbó e mais dezessete cidades vizinhas fazem parte da região denominada Vale Europeu. Colonizada por açorianos, alemães, italianos, poloneses e húngaros que chegaram por volta de 1861, na época que o Brasil era para eles a ‘geografia da esperança’. Na nova terra plantaram milho para a polenta, uvas para o vinho, algodão para suas roupas e flores para embelezar as cidades. Mostraram um jeito novo de construir casas – o enxaimel –, um sistema de encaixe de madeira escura com tijolos aparentes, e o saudável costume de utilizar bicicletas quer para ir ao trabalho, à escola, fazer compras ou passear. Daí para organizar uma cicloviagem foi um pulo.

cicloviagem em Timbó

Texto e fotos: Heitor e Silvia Reali

Onde ficar:
Hotel Timbó Park www.timbopark.com.br

Pousada Campo do Zinco, em Benedito Novo. www.campodozinco.com.br

Onde comer:
Restaurante Thapyoca, Timbó, Av. Getúlio Vargas 201

Aluguel de bicicletas:
Rodeio, Falta de bike não é desculpa para não ir, alugue uma na Bicicletaria Feltrin Rod. SC 416, km 5 n° 7017

Quem Organiza:
www.circuitovaleeuropeu.com.br

Dicas:
Consulte:  http://www.cimvi.sc.gov.br/turismo , se quiser organizar o passeio coincidindo com as festas da região.

Heitor e Silvia Reali

Viajamos para namorar a Terra. E já são 40 anos de arrastar as asas por sua natureza, pelos lugares que fizeram história, ou pela cultura de sua gente. Desses encontros nasceu a Viramundo e Mundovirado.

Post a Comment