A Lua é aqui?
52938
post-template-default,single,single-post,postid-52938,single-format-standard,eltd-core-1.0.3,ajax_updown,page_not_loaded,,borderland-ver-1.13, vertical_menu_with_scroll,smooth_scroll,paspartu_enabled,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2.1,vc_responsive

A Lua é aqui?

Lut

A Lua é aqui?

Há quase 50 anos o astronauta Neil Armstrong pisou pela primeira vez na Lua. Pisou mesmo, ou foi em algum lugar aqui na Terra em cenário montado por Hollywood? Dizem muitos incrédulos que o filme teve a direção de Stanley Kubrick. Confira sete lugares que poderiam ter servido de set de filmagem.

Lut

1) – Deserto de Lut, Irã

Este deserto conhecido também como Dasht –e Lut, localizado no sudeste do Irã, é de longe o lugar mais quente da Terra. Suas temperaturas já chegaram a 70°C. Para a maioria dos “são tomés”, Lut foi o local escolhido pela NASA para ser a Lua. Tudo ali corresponde às imagens dos primeiros passos do astronauta Armstrong: os campos de dunas assolados pelos ventos, a areia fofa, além do efeito da “luz americana”, aquela lente especial que faz o dia parecer noite.

Mojave

2) – Mojave, Estados Unidos
Para não ir muito longe, a NASA montou o cenário do homem na Lua em seu próprio país. O lugar escolhido foi o deserto de Mojave, mais precisamente no Vale da Morte. Muito árido e quente, fronteira da Califórnia com Nevada, tem tudo para ter sido o set de filmagem do homem chegando à Lua. Teve como vantagem os baixos custos da operação.

Ischigualasto

3) – Ischigualasto, Argentina
Hoje o Parque Nacional de Ischigualasto é bem conhecido na Argentina, mas há 50 anos poucos sabiam de sua existência. Localizado na Província de San Juan, é considerado um lugar “lunar”, fora desse mundo. Região perfeita para o “pouso” da Apollo 11.
A natureza erma, as dunas rochosas e o chão fofo e poeirento que marca as pegadas, são pontos fortes para que o astronauta tenha descido ali.

Vale da Lua

4) – Vale da Lua, Chile
O mais árido dos desertos do mundo, o Atacama é sempre apontado como o lugar aqui na Terra que mais se assemelha à superfície lunar. É também um local muito frequentado pelos cientistas da NASA para seus experimentos, não só de sobrevivência, como para testar os protótipos de veículos a serem utilizados na Lua.  Esse foi o caso do “Rover Lunar”, durante a missão da Apollo 15.

Tadrart Acacus

 

5) – Tadrart Acacus, Argélia/Líbia
Esta cadeia montanhosa que faz parte do Saara tem uma variedade de paisagens saarianas tão originais que impressionam qualquer viajante. O local escolhido pela NASA, como muitos afirmam, se encontra ao lado das impressionantes dunas de 150 metros de altura, formadas pelas areias vulcânicas pretas de Waw an-Namous, perto dos lagos do deserto
Não só pela beleza cênica, mas pelas pinturas rupestres que datam de dezenas de milhares de anos, o Tadrart Acacus é Patrimônio Mundial da Unesco.

Rub-al-khali

6) – Rub al – Khali
Localizado na Península arábica, o próprio nome já entrega: Rub al-khali pode ser traduzido como um “quarto de lua”, ou “região erma”. Para os beduínos que ali transitam seu nome é ar-Ra lah, que significa “areia”. Considerado o mais contínuo deserto de areia do mundo, tem nas dunas que se formam pelos fortes e constantes ventos, o Shamal, um dos cenários mais bonitos dos desertos, pois o que você está vendo hoje, vai ver de outro jeito amanhã.

Muitos dos que não acreditam que o homem chegou à Lua, afirmam categoricamente que esse foi o set da filmagem da Apollo 11, precisamente no lugar ao lado de uma cratera formada pela queda de grande meteorito.

Bardenas

7) – Bardenas, Espanha
Esse semideserto, localizado ao norte da Espanha parece outro planeta. Sua natureza formada por mesetas e vales fragmentados é descrita como uma das mais inóspitas do país. Por sua singularidade, suas paisagens serviram de pano de fundo para diversas séries de TV, filmes de extraterrestres, e de ação, entre eles Game of Thrones, e vários filmes de James Bond. 

 

Heitor e Silvia Reali

Viajamos para namorar a Terra. E já são 40 anos de arrastar as asas por sua natureza, pelos lugares que fizeram história, ou pela cultura de sua gente. Desses encontros nasceu a Viramundo e Mundovirado.