Solo Sagrado, o jardim e além dele
53813
post-template-default,single,single-post,postid-53813,single-format-standard,eltd-core-1.0.3,ajax_updown,page_not_loaded,,borderland-ver-1.13, vertical_menu_with_scroll,smooth_scroll,paspartu_enabled,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2.1,vc_responsive

Solo Sagrado, o jardim e além dele

Solo Sagrado

Solo Sagrado, o jardim e além dele

Dentre os mistérios que regem a felicidade, o messiânico Mokiti Okada nos dá uma pista: observar o belo exterior, particularmente uma flor, induz ao bem interior. Se forem milhares de flores, estas polinizariam milhares de corações e teríamos um mundo mais feliz, isento de doenças e conflitos.

Solo Sagrado

Para vivenciar tal conceito foi criado o Solo Sagrado em local parcialmente preservado, às margens da Represa de Guarapiranga em São Paulo. Acrescentou-se ali um projeto paisagístico sob influência dos pintores impressionistas japoneses: equilibrando formas, cores e quedas d’água. O projeto objetiva refletir a harmonia interior naqueles que o visitam.

Solo Sagrado

A vista do lugar é celestial. Os caminhos foram cuidadosamente estudados para oferecer confortáveis caminhadas a pé. Depois, é possível agendar um Johrei (oração através da imposição das mãos), e almoçar em um amplo salão com repousante vista para a represa. As verduras, frutas, legumes servidos no restaurante são de hortas orgânicas, pois a agricultura natural é considerada por Okada a segunda arte, antecedida apenas pela arte da vida.

Onde: Prof. Hermann Von Ihering, 6567, Jardim Casa Grande, São Paulo.
Aberto de terça a domingo, das 8 às 17 horas

Para saber mais: www.solosagrado.org.br

Você também pode se interessar por:

http://viramundoemundovirado.com.br/caminhar-por-areas-verdes-melhora-saude-mental/

 

 

Heitor e Silvia Reali

Viajamos para namorar a Terra. E já são 40 anos de arrastar as asas por sua natureza, pelos lugares que fizeram história, ou pela cultura de sua gente. Desses encontros nasceu a Viramundo e Mundovirado.